Buscar por:  


A desoneração da folha de pagamentos no congresso nacional e a atuação da ABIMAQ



Por meio da Lei 12.546/2011 foi instituída a denominada Desoneração da Folha de Pagamento, que permitiu que a base de cálculo da contribuição previdenciária do empregador passe a ser a receita bruta, ao invés da folha de salários. A Lei 13.670/2018 prorrogou a vigência dessa faculdade até 31 de dezembro de 2020, mas limitou a sua aplicação a 17 segmentos da economia considerados como de mão de obra intensiva, identificados pela relação dos códigos NCM dos bens fabricados e CNAE das atividades desenvolvidas.

Nesta modalidade, as empresas podem substituir a contribuição previdenciária de 20% sobre os salários por uma alíquota de 1% a 4,5% sobre a receita bruta. O Congresso Nacional prorrogou a medida até o fim do ano que vem ao examinar e aprovar o Projeto de Lei de Conversão da MP 036/2020, mas o presidente Jair Bolsonaro vetou vários artigos resultantes de emendas, inclusive o que dispunha sobre a ampliação da vigência da chamada desoneração da folha. Agora deputados e senadores podem derrubar o veto de Bolsonaro para manter o incentivo.

Os 17 setores da economia que mais empregam cobram o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, que adiou mais uma vez a votação da desoneração da folha de salários das empresas. A previsão era de um desfecho na semana do dia 25 de setembro.

A demora do presidente do Senado para marcar a votação do veto do presidente da República preocupa os referidos setores da economia, pois já se passaram dois meses e Alcolumbre segue adiando a decisão.

O presidente executivo da ABIMAQ, José Velloso, chama a atenção para a demora de Alcolumbre em pautar a data da votação da derrubada do veto. “Nós temos votos suficientes na câmara e no senado para a derrubada. Empresário quer previsibilidade e rogamos que o presidente do senado vote o mais rápido possível”.

Velloso destaca também que se acontecer a reoneração o número de desempregados pode chegar a um milhão, por isso a importância da manutenção da desoneração da folha até dezembro de 2021. “Esses setores juntos geram 6 milhões de empregos diretos e mais uma quantidade enorme de cargos indiretos”, defende o executivo da ABIMAQ.

SETOR DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS

Neste setor, aproximadamente 2.500 empresas ainda utilizam esse sistema de desoneração da folha que se iniciou em 2011. A ABIMAQ enviou um relatório jurídico para os deputados e senadores e o governo mostrando que a lei de conversão da medida provisória 936 permite que esse benefício seja estendido até o final de 2021, quando o próprio congresso, na lei de conversão, permitiu que medidas  emergenciais para manter o emprego poderiam ser adotadas nesse período. “E a outra questão é que não fere a constituição porque  prevê que o cálculo do imposto sobre o trabalho, ou o que vai ser recolhido para a previdência por meio do INSS,  pode ser tanto calculada na base de faturamento como na base da folha de pagamentos”, ressalta  Velloso.

O presidente executivo da ABIMAQ acredita  que haverá votos suficientes tanto na câmara quanto no senado e alerta que esse movimento não se trata de uma disputa com o governo federal. “Estamos apoiando o governo em todas as pautas de melhoria da economia brasileira na reforma administrativa, tributária, enfim, todos os projetos feitos durante a pandemia, de manutenção do emprego e do crédito. A única discordância é nesse item especifico na reoneração da folha”.

No mês de setembro, a ABIMAQ incrementou suas ações juntos aos formadores de opinião, explicando e esclarecendo as razões pelas quais a reoneração precisa ser mantida, preservando os interesses das empresas que compõem o setor de máquinas e equipamentos.

Com esse objetivo, o presidente executivo da associação conversou com jornalistas da Globo News, TV Globo, Band News, TV Band, TV Record e outros canais de comunicação como Valor Econômico, Agência Estado, Isto é Dinheiro, UOL e outros. 





Número: 248
Março/2011

Outras edições
select



Buscar matérias

Informaq

Por meio da Lei 12.546/2011 foi instituída a denominada Desoneração da Folha de Pagamento, que permitiu que a base de cálculo da contribuição previdenciária do empregador passe a ser a receita bruta, ao invés da folha de salários. Leia mais...

A análise foi feita por José Velloso, presidente executivo da ABIMAQ, durante live da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom). Leia mais...

Desdobramentos do novo modelo de tributações sobre consumo foram expostos durante reunião virtual da FIEB. Leia mais...

Presidida por Luiz Bispo, Superintendente de Conteúdo Local na Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a Audiência Pública, ANP 04/2020 realizada no dia 15 de setembro. Leia mais...

Estão cada vez mais indefinidas as fronteiras entre o mundo industrial e o mundo agrícola, e o avanço tecnológico é essencial para o fortalecimento do ecossistema do agronegócio. Leia mais...

LGPD, que está em vigor desde setembro de 2020, regulamenta o tratamento, o uso e o armazenamento de dados pessoais dos cidadãos brasileiros. Leia mais...

As principais tecnologias na geração de energia, a utilização do hidrogênio verde como combustível sustentável e a demonstração do potencial do Brasil na sua aplicação e na exportação. Leia mais...

Com o objetivo de auxiliar as empresas associadas na tomada de decisão no cenário de escassez de insumos no Mercado do Aço. Leia mais...

Abertura comercial, negociações comerciais, financiamento e garantias às exportações foram alguns dos temas tratados nas agendas. Leia mais...

No Brasil, devido às distorções do sistema tributário brasileiro, as isenções às exportações não alcançam todos os impostos e contribuições recolhidos pelos fornecedores da cadeia produtiva da indústria. Leia mais...

Representantes dos Ministérios de Relações Exteriores e Economia falam às empresas do setor de máquinas e equipamentos. Leia mais...

ABIMAQ realiza ações para assegurar dotação orçamentária para o Programa. Leia mais...

“O poder de networking e negócios do LinkedIn é enorme visto que a rede tem 700 milhões de usuários no mundo e desses mais de 44 milhões no Brasil”, afirmou o consultor Marcel Spadoto. Leia mais...

Proposta foi comentada durante primeira reunião técnica do Grupo de Trabalho de Saneamento Básico formado pela ABIMAQ, ABEMI e APECS e contou com participação de Pedro Maranhão. Leia mais...

No dia 06 de agosto foi realizada a eleição da nova diretoria da Câmara Setorial de Máquinas, Equipamentos e Componentes do Setor de Defesa e Segurança (CSDS). Leia mais...

Na reunião, com a presença de representantes da ABIT, CSMAT, ABIMAQ e da Converta+, também foram analisadas as necessidades e os anseios da indústria têxtil e de confecção. Leia mais...

As empresas brasileiras da cadeia de valor do setor automotivo, incluindo máquinas agrícolas e rodoviárias autopropulsadas, poderão captar recursos não reembolsáveis por meio do Programa Finep 2030 Empresarial. Leia mais...

A linha BNDES Crédito Serviços 4.0, desenvolvida pelo BNDES, foi lançada em Live no dia 29/09 e contou com a presença do Secretário Executivo e Ministro Substituto do MCTI. Leia mais...

Os Fundos Constitucionais de Financiamentos são recursos do Governo Federal assegurados na Constituição Federal. Leia mais...

A ABIMAQ e o BNDES promovem encontros mensais para tratativas de assuntos de interesse do setor. Leia mais...

Passado o pico da pandemia, o setor de máquinas e equipamentos registrou o segundo resultado positivo consecutivo. Leia mais...

O momento é este! Tanto a nível federal quanto no âmbito estadual, urge que os gestores públicos finalmente equacionem e desonerem a mais relevante componente do “Custo Brasil”. Leia mais...

Como o E-commerce pode se tornar uma das principais ferramentas de vendas das empresas, principalmente no momento atual impactado pelos efeitos da pandemia, foi mencionado no webinar. Leia mais...

Apoio institucional